A Copersucar e a Cargill anunciaram hoje um acordo para unir suas atividades globais de comercialização de açúcar em uma nova joint venture, que originará, comercializará e atuará no trading de açúcar bruto e branco. A joint venture, na qual a Cargill e a Copersucar terão uma participação igual de 50%, terá presença global.

A joint venture consolidará a capacidade de ambas as empresas, visando aumentar a eficiência, a qualidade e os serviços na cadeia produtiva de açúcar, além de alavancar um profundo conhecimento do mercado mundial para beneficiar nossos clientes.

Os clientes se beneficiarão da forte complementaridade da Copersucar e da Cargill. A infraestrutura global combinada às cadeias de suprimentos de ambas as companhias permitirá que a joint venture leve uma ampla gama de variedades de açúcar, de diferentes origens, diretamente do porto ao seu destino, de forma ágil e eficiente, atendendo as exigências específicas de clientes ao redor do mundo.

A nova joint venture se beneficiará da presença global e pela oferta em larga escala das usinas sócias da Copersucar no Brasil e complementada pela originação em países e regiões como Tailândia, Índia, América Central e Austrália. Adicionalmente, a joint venture se beneficiará com a reconhecida competência das duas empresas na gestão logística e no acesso à elevação em terminais portuários no Brasil.

Luis Roberto Pogetti, presidente do Conselho de Administração da Copersucar, comentou: “Com a nova empresa, a Copersucar reforça sua estratégia de consolidar sua presença global no mercado de açúcar. A Copersucar também reforça seu modelo de negócios diferenciado, baseado na oferta em larga escala, capacidade logística e integração de todos os elos da cadeia, dos produtores aos clientes”.

Olivier Kerr, vice-presidente corporativo da Cargill, acrescentou: “Acreditamos que a sólida capacidade analítica de nossas equipes de trading e comercialização combinada com a presença global dessa nova joint venture oferecerá aos nossos clientes um entendimento único do mercado global”.

A Copersucar e a Cargill também compartilham os mesmo valores empresarias. São comprometidas com os mais elevados padrões éticos, além do seu compromisso em ser um parceiro responsável nas comunidades onde atuam.

A nova empresa será uma joint venture independente de suas duas controladoras com um novo nome, a ser anunciado quando a transação for concluída. As atividades de trading serão sediadas em Genebra, na Suíça. A joint venture terá escritórios em Hong Kong, São Paulo, Miami, Delhi, Moscou, Jacarta, Xangai, Bangkok e Dubai. Além disso, a joint venture terá uma efetiva presença global, com mais escritórios de representação ao redor do mundo.

Ivo Sarjanovic, que atualmente lidera o negócio global de açúcar da Cargill, será indicado como Chief Executive Officer (CEO), assim que a nova empresa for constituída. Soren Hoed Jensen, atual diretor executivo comercial da Copersucar, será o Chief Operating Officer (COO) da nova joint venture. Já Stefano Tonti, atual controller global dos negócios de trading e açúcar da Cargill, será o Chief Financial Officer (CFO) da nova joint venture. Luis Roberto Pogetti, Presidente do Conselho de Administração da Copersucar, será o primeiro Presidente rotativo do Conselho de Administração da nova sociedade.

Não fazem parte dessa transação os negócios de etanol e os ativos fixos das duas empresas, como terminais e usinas. Essas atividades continuarão sendo negócios separados, individualmente controlados pela Cargill e Copersucar.

A formação dessa nova joint venture depende de aprovação das autoridades regulatórias, esperada para o segundo semestre de 2014.

Fonte: Assessoria de Imprensa - www.cargill.com.br