Notícias

    Decisão da Justiça permite cobrança de SSE pela DP World

    decisao da justica
    O Terminal de Uso Privado da DP World, associada à ATP, opera no complexo portuário santista

    A DP World Santos obteve na última segunda-feira (11), junto ao Poder Judiciário, o reconhecimento do seu direito em manter a cobrança pelos Serviços de Segregação e Entrega de contêineres (SSE) que presta à empresa Marimex e demais terminais retroportuários que atuam no Porto de Santos (SP).

    Na decisão, proferida pelo juiz federal da 17° Vara da Justiça Federal de Brasília, Diego Câmara, o magistrado concedeu a tutela antecipada pleiteada para suspender a medida preventiva do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) que havia impedido a cobrança do serviço até a análise de uma representação que aponta à suposta prática de ato anticoncorrencial.

    Segundo a decisão judicial, ao impedir que a DP World cobre por um serviço prestado, a decisão do CADE implica em inquestionável prejuízo financeiro e operacional ao terminal e na desregulação do mercado, "uma vez que legitima tratamento anti-isonômico em setor marcado pela intensa concorrência".

    O presidente da Associação de Terminais Portuários Privados (ATP), Murillo Barbosa, defende que a cobrança do SSE é legítima visto que se trata de um serviço prestado pelos terminais e que não está incluído no chamado box rate (pacote de serviços contratados pelas empresas). A associação vem trabalhando há cerca de dois anos na defesa da cobrança e no esclarecimento da questão frente aos órgãos de controle, de regulação e Poder Judiciário.

    Joana Wightman
    Coordenação de Comunicação ATP
    Contatos: (61) 3032-1931 / 3201-0880 / 98483-5503
    comunicacao@portosprivados.org.br

    Publicado em 14/03/2019
    Image
    Image
    Image

    INFORMAÇÕES GERAIS

    SEDE

    SAUS Quadra 1 - Bloco J – Torre B - 7º andar. Ed. CNT
    CEP: 70.070-944 – Brasília/DF