Artigos

    Na Mídia

    O desenvolvimento que vem pelas águas

    Muito do que conhecemos hoje como civilização só existe pela relação entre as cidades e seus portos. O encantamento que sentimos pelo novo e a beleza das águas se encontram nos terminais portuários, que transformam realidades e criaram alguns dos mais belos e interessantes cenários do mundo, como Nova York, Hong Kong, Veneza e Santorini, na Grécia. Já o Brasil, um país que ocupa o 16.º lugar no planeta em extensão litorânea e possui 42 mil quilômetros de rios potencialmente navegáveis, coleciona histórias que comprovam a atualidade dessa vitoriosa relação. Dentro do território nacional, diversos municípios que abraçaram as instalações portuárias obtiveram benefícios diretos e indiretos, trazendo modernidade e desenvolvimento para comunidades inteiras e influenciando diretamente os resultados econômicos de seus estados. Antes mesmo de iniciar suas operações, ainda em fase de construção, os terminais costumam atrair a mão de obra de milhares de pessoas, entoando os primeiros acordes que darão novo ritmo a essas cidades. É inegável o poder de transformação de um complexo portuário como o Porto do Açu, localizado em São João da Barra, no norte fluminense. A sua rede de empregabilidade, que é um banco de currículos ao qual todas as empresas do Porto têm acesso, recebe em média 1.600 CVs por mês e foi responsável pela contratação de 1.400 pessoas da região em 2018. Com cerca de 6 mil colaboradores que atuam nas 13 companhias...
    Leia mais

    Em 70 anos, mais de 20 planos logísticos. Será que dessa

    *Por Murillo Barbosa

    Transformar o Brasil em uma nação com elevados índices de produtividade multimodal está no topo dos discursos sobre transporte e logística e é mais do que um consenso entre autoridades do governo, políticos e também por gestores do setor produtivo. Mais que isso. O mais novo Plano Nacional de Logística (PNL), lançado pelo Governo Federal recentemente, tem sido utilizado como pano de fundo para apontar a necessidade de mudança de direção nas matrizes logísticas, como responsável por uma guinada e que o País, por sua vez, passaria a andar, não apenas em rodovias, mas também sobre trilhos. Apresentado no início deste mês, o PNL identifica os gargalos e indica soluções para a melhoria da infraestrutura, como a redução de 64% para 50% no volume total de cargas transportadas pelas rodovias até 2025. A ideia poderia fazer brilhar os olhos dos investidores, não fosse a descrença em mais um documento que soma aos mais de 20 planos e programas voltados a melhorias de infraestrutura brasileira e integração de modais de transporte não tivessem sido entregues para a sociedade. Já se vão sete décadas de tentativas com projeções de investimentos, incentivos e propostas de revitalização que ficam sobre papéis desde, pelo menos, 1947 e não foram desenvolvidos ou não alcançaram o êxito esperado. É difícil acreditar que tais projeções e dinâmicas do PLN se concretizarão nos próximos sete anos. Seria esse...
    Leia mais
    Image

    Calendário de Eventos

    Dezembro 2019
    S T Q Q S S D
    1
    2 3 4 5 6 7 8
    9 10 11 12 13 14 15
    16 17 18 19 20 21 22
    23 24 25 26 27 28 29
    30 31
    Image
    Image
    Image

    INFORMAÇÕES GERAIS

    SEDE

    SAUS Quadra 1 - Bloco J – Torre B - 7º andar. Ed. CNT
    CEP: 70.070-944 – Brasília/DF